O Segredo de Ella e Micha, por Jessica Sorensen

11 março 2014

http://4.bp.blogspot.com/-9VtUGR-vO5M/Uw40yRB9W3I/AAAAAAAABEc/GIwYYQYnLvc/s1600/ELLA+E+MICHA+-+CAPA.jpgO Segredo de Ella e MichaSegredo #1, por Jessica Soresen
Geração, 264 páginas (parceria)
Este livro que você vai ler agora arrancou suspiros de uma legião de leitores americanos, entusiasmados com a escrita provocante de Jéssica Sorensen. O segredo de Ella e Micha trata do romance entre dois jovens, mas não é só isso. Os protagonistas vão tecendo, em primeira pessoa, uma trama complexa e ao mesmo tempo simples, que envolve temas delicados como dramas familiares, traumas psicológicos, medo do futuro e da morte, com naturalidade e sinceridade. Eis o que torna o livro tão comovente: sua realidade. Em qualquer lugar do mundo, cada jovem têm um pouco destes dois heróis paradoxalmente frágeis com seus traumas, mas fortes para enfrentar a dura realidade da existência e superar seus conflitos mais difíceis. Respire fundo, prepare-se para acompanhar uma história de amor com pitadas generosas de sensualidade e adrenalina.

Com bastante expectativa iniciei a leitura deste YA, depois de ver alguns elogios e de algumas recomendações fiquei bastante curiosa para saber de que se tratava essa estória. 
Ella Daniels é uma garota de personalidade forte e com um passado devastado, buscando ir para longe de tudo e de todos ela foge sem deixar nenhum rastro, mudando sua maneira de se vestir e de agir, e começando um curso em uma faculdade em Las Vegas num lugar onde ninguém a conhece e, ou, a julgará. Após oito meses chegam suas férias de verão e ela decide visitar sua família. Lila sua colega de faculdade é quem lhe oferece carona, e há apenas alguns minutos para a partida das duas uma ligação faz Ella parar, o telefone na tela não está gravado em sua agenda, mas os números estão gravados em sua memórias, é Micha.
Durante os oito meses em que Ella esteve estudando Ethan esteve com Micha Scott procurando-a, deixando de lado todos os seus hábitos e suas vontade, parando até mesmo de cantar, de fazer festas e de sair com outras garotas.
Quando Ella chega a sua cidade e vê Micha ela sente tudo de volta, porém mantêm seus sentimentos retidos. Já Micha quer se aproximar e ter sua garota novamente consigo, mas ele nota as diferenças, não somente nas roupas, Ella não é mais sua Ella, ou pelo menos tenta não ser.
Vemos Ella e Micha num pega pega durante toda a trama, esperando para ver os finalmentes, ela sem querer se deixar entregar com medo do que pode acontecer e ele à testando para ter a antiga Ella de volta.
A forma decidida de Ella me agradou, uma garota que mostrava não ter medos, mas que por traz de suas fraquezas escondia o que realmente sentia, ela queria ser forte. Porém mesmo entendendo os seus medos quanto a sua mãe, os problemas alcoólicos de seu pai e seu relacionamento com seu irmão achei que ela estava fazendo muito drama ao invés de tomar as rédeas da situação. 
Já Micha me ganhou por ser tão paciente, e por ter um humor que no geral me fazia sorrir. Como todo mocinho Micha foi temperado com muita gentileza, beleza e com o seu grande coração, e assim como ela, ele possuía a sua carga. Um pai ausente por toda a sua vida que surge de repente lhe deixando tão angustiado quanto Ella.
Quem me agradou bastante nessa trama foi Grady, um homem sábio que apareceu pouco na trama, mas que teve um papel fundamental na decisão de Ella. Lila também me encantou, engraçada ela acabou conquistando Ethan e formando o segundo casal dessa história.
Jessica tem uma narrativa fluida, porém diminuta. Não senti muita empatia pelos personagens, e não me senti envolvida com o romance de Ella e Micha, o que me deixava mais animada eram os rachas que eles competiam sem eletrizantes. A diagramação do livros está ótima, assim como a capa que é agradável e mostra Ella depois de sua mudança. Recomendo, pois vi que muitos outros leitores se encantaram com esta trama, mas eu não vi nada muito inovador. Espero que os outros livros da série me agradem mais.

4 comentários:

  1. Oi Rachel!

    É chato quando os personagens não conseguem criar empatia com o autor, pois acaba sendo apenas mais um livro. Isso aconteceu comigo em A Seleção. Pela sua resenha não parece mesmo inovador, mas ainda sim um bom entretenimento e quem sabe uma boa leitura para relaxar.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nossa, esse é um dos livros mais comentados na blogosfera, hein? Sinceramente ele não despertou meu interesse e mesmo que me despertasse a vontade eu demoraria para ler pois quero dar prioridade aos clássicos que irão cair no vestibular.

    Beijokas da Mylloka :*
    https://myllokasecret.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oii gostei da resenha e gostei bastante da capa do livro. Parabéns, fiquei bem curiosa.

    Beijos

    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Raquel!
    Quanto tempo não passo por aqui!
    Esse livro está na minha lista de desejados e sempre que leio alguma resenha, ficou doida para compra-lo! Que pena que não sentiu empatia pelos personagens e isso é muito chato! Espero gostar da estória!!

    Beijos!
    Lovesbooksandcupcakes.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !