Ladrões de Elite, por Ally Carter

15 agosto 2013

Ladrões de Elite, por Ally Carter
Arqueiro, 240 páginas
Katarina armou um golpe por conta própria - um esquema para entrar no melhor colégio interno dos Estados Unidos e deixar para trás os negócios da família. Só que trocar de ramo e ter uma vida normal acabou sendo mais difícil do que Kat esperava. Hale, seu amigo charmoso, bilionário e antigo comparsa, logo aparece para levá-la de volta à realidade da qual ela havia se esforçado tanto para fugir. Mas é por um bom motivo: uma inestimável coleção de arte de um temido mafioso foi roubada e ele quer recuperá-la, custe o que custar. Somente um mestre do crime poderia ter realizado essa proeza e o pai de Kat é o único suspeito, embora insista em negar qualquer envolvimento. Encurralado entre a Interpol e um inimigo assustador, ele precisa da ajuda da filha. Para Kat, só existe uma saída: encontrar os quadros e roubá-los de volta. Não importa se parece impossível, se ela não tem pistas do ladrão e se o prazo é de apenas duas semanas. Com uma equipe de adolescentes talentosos e uma mãozinha da sorte, Kat está determinada a realizar o maior golpe da história da família e provar que jamais a abandonou.

Há muito tempo que almejava ler esse livro, mas como demorei tanto para ter em minha estante eu já não sabia o que esperar da leitura.
Katarina Bishop tem apenas quinze anos, porém desde os três ela começou a aprender as melhores técnicas de roubo. Quando ela decide que quer dar um tempo na vida que levava, alguém arma para ela no colégio Colgan. Expulsa, após apenas três meses no colégio, ela reencontra Hale. Mas sua expulsão era o menor dos seus problemas, Hale foi lhe dar um recado do tio Eddie. Arturo Taccone, um bandido, foi roubado, quadros valiosíssimos foram roubados de sua mansão e para ele só há um suspeito, Bobby Bishop, pai de Kat. Mas Bobby afirma não ter sido ele o autor do roubo, e tem um álibi bom, e ainda assim Taccone não acredita.
Kat sem querer que algo trágico aconteça ao seu pai acaba fechando um acordo com o bandido, duas semanas é o seu prazo para entregar os quadros de volta. Uma corrida contra o tempo se inicia, o prazo está acabando, porém por trás dessa história há muito mais. Enquanto tenta descobrir onde os quadros estão viajando para Nova York, Las Vegas, Itália, Inglaterra e outros, ela e Hale descobrem que alguém está usando o pseudônimo de Visily Romani. A sua espreita estão os capangas de Taccone, não lhe deixando esquecer que o tempo está acabando.
Mas Kat não está sozinha, além de Hale, também pode contar com Gabrielle – sua prima –, Simon, os irmãos Bagshaw e o novato Nick. Mas será suficiente está equipe? E ela pode confiar em Nick?
Ladrões de Elite é um livro muito curto, a narrativa é fluida, antes que você note os dias do prazo estão passando, assim também se vão às páginas. Kat é fácil de gostar, apesar de ter quinze anos ela passa longe daquelas atitudes mesquinhas e egoístas que temos familiaridade em livros adolescentes, pelo contrario, Kat é decidida e segura, não tem medo de falar e de agir e tem personalidade de líder. Hale que deve ter uns dezesseis também me surpreendeu com o seu jeito, ele estava sempre ao lado de Kat a protegendo e com o seu charme ele me conquistou.
O mistério do livro nos prende, quem seria o Visily Romani? O pai da Kat roubou Taccone ou ele está falando a verdade? Ela conseguirá cumprir o prazo? A narrativa é muito ágil, então logo as situações se invertem e um novo elemento é adicionado, a história é sólida, mas também é sucinta, não temos um aprofundamento tão grande sobre Kat e os demais personagens, senti falta de uma explicação sobre a mãe dela que morreu , sobre o misterioso tio Eddie e sobre Simon não entendi muito bem a sua participação no grupo.
Me diverti bastante com Angus e Hamish, os irmão Bagshaw, estavam sempre discordando e falavam muitas besteiras, me identifiquei com eles porque me lembrou a minha relação com a minha irmã.
Já Gabrielle eu senti uma certa antipatia, era curta em suas palavras e sempre testando Kat, talvez não tenha gostado tanto dela porque Kat não gostava, e como eu me apaixonei por Kat todos os seus “inimigos” também seriam meus.
E também tem Marcus, que apesar de ser apenas um dos empregados de Hale, teve um papel importante na trama, principalmente no final, o que me fez rir demais. Queria falar sobre Nick, mas não quero falar nada a mais, por isso irei me ater aos citados acima.
Há também um pequeno romance entre Kat e Hale, mas ele não é muito abordado, os casal é harmônico e a gente fica torcendo para que ela fique com ele e não com Nick. 
Este não é um tipo de livro que vá lhe acrescentar algo de novo, mas ele fala sobre o valor da família e sobre união, que quando unidos somos mais fortes. Leitura leve e agradável.

Série Ladrões de Elite
Ladrões de Elite #1 / Uncommon Criminals #2 Perfect Scoundrels #3

6 comentários:

  1. Olá Raquel!!!!!
    Olha eu já tinha visto este livros,nos lugares onde sempre compro os meus,mas digo que a sinopse dele não chamou muito a minha atenção.
    Bom vejo pela resenha que você gostou do livro.Ele parece ser legal ate mesmo com um mistério,o que eu gosto muito em um livro.Mas imaginar uma garota de quinze anos roubando e depois ter que trabalhara para descobrir onde estão os quadros.Acho muito abusivo,sei lá.É apenas minha opinião.
    Olha não lhe garanto que vá ler ele,ate mesmo como disse não me chamou muito a atenção,mas tem quem goste e acho que para estes mesmos este é um livro repleto de ação.
    A resenha esta maravilhosa Raquel.Mas...vou deixar passar desta vez.Hahahahahahaha

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  2. Eu li este livros faz uns três anos ou mais, e gostei muito, eu já havia lido outros livros de roubos, mas nunca com uma turma tão jovem. Queria muito que a editora trouxesse a continuação, pois os personagens são tão divertidos, que deixaram saudades. Bjos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Raquel!

    Já tinha ouvido falar sobre esse livro e sempre passou essa mesma impressão: uma história agradável e leve. Algo para relaxar e divertir. Gostei da personalidade da Kat e fico imaginando como é ser ladra aos quinze anos dessa maneira tão sofisticada. Adorei a resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Raquel, nossa flor este livro deu o que falar logo quando foi lançado, mas apesar dos pesares não tive nenhum interesse por ele.
    Um milagre neh, já que sempre quero ler todos os livros! rsrsrs
    Eu adoro essa capa, mas sinopse não me instiga. O que me surpreendeu foi essa questão da leveza da história.
    É bom termos personagens cativantes e uma história leve, e acho que estes dois ingredientes é que conseguiram fisgar os leitores.
    Uma pena a vontade de lê-lo não ter pintado em mim, mas fico contente por vc ter curtido a leitura.
    Bjokas querida

    www.lerepensar.com

    ResponderExcluir
  5. Lembro que estava conversando contigo quando esse livro chegou... Tem um longo tempinho mesmo. kkk
    Sempre tive vontade de ler esse livro. A história parece bem instigante e engraçada.
    Ótima resenha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Ele parece ser bem leve e o tipo de livro gostoso de se ler no meio de uma ressaca literária.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !