Uma Manhã Gloriosa, por Diana Peterfreud

20 abril 2012

Uma Manhã Gloriosa, de Diana Peterfreud
Galera Record, 267 páginas
Becky Fuller, trabalha como produtora de um programa de televisão numa emissora local de Nova Jersey. Após ser despedida, sem aparente razão, ela se desespera. Mas boas notícias surgem e ela vê seu sonho de trabalhar em Nova York se tornar realidade, quando aceita um emprego no Daybreak. Com péssimos índices de audiência, equipamentos ultrapassados, produtores executivos raramente sobrevivem ao próximo intervalo comercial e uma equipe excêntrica, a nova ocupação promete se transformar num desafio. A única descoberta agradável para Becky é Adam Bennett, seu lindo colega de trabalho. Agora ela terá de salvar sua carreira, sua vida amorosa e, não nos esqueçamos, o Daybreak.
Preciso ver o filme urgente!
Uma Manhã Gloriosa como não podia faltar em qualquer romance uma dose de ironia, picuinhas, amor e suas crises.  Sim isso tudo neste livro formando um poco cheio de boa leitura.
Becky Fuller passa para você todo o nervosismo de uma produtora demitida e empregada em um programa matinal que está a beira do foço. Com um BlackBerry zunindo o tempo todo ela não consegue alguém que possa entendê-la, até que surge Adam da mesma emissora que também é louco por um BlackBerry.
Amei o livro, a diagramação e a divisão dos capítulos. A trama foi bem desenvolvida, ri praticamente desde os primeiros parágrafos.
"Na verdade, essa podia ser uma boa matéria. Por que os carecas são legais. Ou talvez algo mais chamativo. Vinculando as celebridades carecas. Bruce Willis. Vin Dieseil" Página 7
Ela mostra determinação e sozinha, ou melhor no anonimato tenta subir a audiência depois de demitir o co-âncora. Alem das brigas com o novo co-âncora Mike um ídolo dela de infância, mas nem todo mundo fica feliz com ele, e até ela terá uma surpresa com seu antigo astro.
É possível manter uma vida amorosa e um trabalho árduo nas costas sozinha? 
Este livro não é só mais um romance engraçado; ele te diz: Erga a cabeça que nem sempre quando dizem que chegou o fim ele realmente chegou. 
Na verdade o que ele diz mesmo é: Quem faz o seu final é você.
Becky não desistiu desde o fim, ela poderia ter ido procurar outro emprego e largar o Daybreak afundar com quem o fazia, mas ela queria que o programa se erguesse junto com ela.
Recomendo o livro, e caso alguém tenha visto o filme me dá uma palhinha?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar e volte sempre !