A Breve Segunda Vida de Bree Tanner, por Stephene Meyer

10 março 2012

A Breve Segunda Vida de Bree Tanner, de Stephenie Meyer
Intrínseca, 192 páginas
Bree vive nas trevas, sedenta por sangue. Não conhece sua verdadeira natureza e não pode confiar nos de sua espécie. Sua breve história acompanha a semana que antecede o confronto definitivo entre os recém-criados e os Cullen - a última semana de sua existência.
Bree é uma garota, no livro com aproximadamente quinze anos e considerada apenas uma criança confusa e inocente. Ela não se lembra de sua vida após ter conhecido Riley, e descobrir que era agora uma vampira com necessidade de tomar sangue e ter uma forte dor pela falta dele. Ela se questiona o porque de estar em um ambiente com outros novos vampiros, outros recém-criados. Ao conhecer Diego, o garoto que salvou a sua vida, mas que aparentemente é um inimigo por ser melhor amigo do chefe, ela vai descobrir coisas que ninguém contou. Mas será que ela terá tempo de viver essa descoberta? E seu amigo Fred, repelente de pessoas, ele falaria com ela?
Confesso que quando vi o livro pela primeira vez em algum site já me veio aquela raiva pela série, não que eu não goste da série, acho bem interessante a forma da autora narrá-la, mas minha antipatia é pela Bella. E sendo Eclipse o único que li, e o que passa a história de Bree e também o que mais gostei do filme eu comprei o livro.
O livro me cativou logo de início (eu comecei a ler assim que comprei e não parei até chegar na minha parada). Ele é bem fininho e tem uma boa diagramação, não achei nenhum erro nadinha. A capa acompanha o ritmo dos outros da série e acredito que a ampulheta signifique o pouco tempo da personagem.
Como dito na sinopse, o livro é contado por Bree, pela forma com aconteceu de sua transformação até o seu final. Repleto de detalhes, Stephenie marca bem as dúvidas e angustias de Bree, e surge até mesmo um caso amoroso, fiquei até meio confusa se não seria um triângulo amoroso, pois ora Fred parecia interessado, ora apenas amigo. O senhor Diego me fascinou por seu jeito calmo e carinhoso, e sem contar na sua curiosidade!
O final eu já sabia e muitos que leram Eclipse também sabem, não é um final feliz, mas pra acredito que foi um fim tranqüilo e porque não dizer realizado?! Mas tem uma diferença gritante do final dela em Eclipse e nesse, nesse como foi visto pelos olhos dela é ainda mais triste, ao meu ver é claro.
Recomendo essa leitura gostosa e leve, acredito que devo ter soltado um spoiler aqui no final, mas para quem já conhecia a história da série então isso não faz mal faz?  

5 comentários:

  1. Adorei a resenha, Quel! Já li o livro e gostei bastante... Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não li esse livro ainda, mas tenho vontade, sua resenha me animou ainda mais.
    Beijos
    Viviane
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li, apesar de já ter lido os 4 de Crepúsculo. A Bella é meio chatinha mesmo, melodramática demais, rs. Parece que a Bree vai me conquistar, não? E será que eu choro com a morte dela sendo narrada da forma como você falou?

    ResponderExcluir
  4. Li todos os livros da Stephenie,mas esse infelizmente não me cativou a ler.Apesar de ser um conto rapido.
    A resenha esta otima,mas infelizmente não tenho vontade de ler este livro.

    Beijokas Ana Zuky

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar e volte sempre !